Jump to content

Track Day - Dicas para Novatos


Recommended Posts

Pessoal e Paulom, que dicas vcs dariam para um novato em uma perua AWD, além das que eu já li aqui no tópico? :mrgeen:

Paulom, vc vai estar de instrutor nesse OTD? Se estiver temos que conversar ehehe

abraço!

Podemos conversar ..fica tranquilo.

Pra novato e perua AWD...deixa tudo que tem de eletronico ligado ;)

Vai dar tudo certo.

Le o que o pessoal escreveu aqui. Nao tem o que inventar. Consciente do que ta escrito neste topico, sua sobrevivencia depende de vc ser calmo e não tentar descobrir um talento de piloto de F1 escondido em vc no primeiro TD :?

Link to post
Share on other sites
  • Replies 380
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • transeunte

    23

  • Umberto XXXRRR

    22

  • deejay

    20

  • Villalon

    17

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Andei duas vezes no Mega Space... É um circuito curto e travado, cheio de curvas de baixa e com uma variação de elevação brutal para o comprimento da pista. Nos carros mais fortes é preciso ter cuidad

Eu andei esse ano no mês 06, e vou novamente mês que vem.  É bem o que o Andratto falou mesmo. A curva mais perigosa é a curva 1, mas é onde mais se ganha tempo rsrs. Vídeo de algumas voltas minhas pr

C4? Um amigo passou raiva com o controle de estabilidade entrando em todas as curvas. No fim do dia desligou o sensor do abs mas já tinha detonado os pneus....

Consciente do que ta escrito neste topico, sua sobrevivencia depende de vc ser calmo e não tentar descobrir um talento de piloto de F1 escondido em vc no primeiro TD :mrgreen:

resumiu 19 páginas em 2 linhas !

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Galera, não sou novato, mas como vou andar nesse próximo track day gostaria de saber sobre alinhamento.....

quantos ° são muita coisa, e quanto é pouco?

Uma vez me falaram que alguns carros de competição tem tanta divergência que da até pra perceber a olho nú. E aí, quanto mais melhor?

Eu gostaria de soltar o máximo possível a traseira, ja que o carro é FWD(Novo Ka).

http://www.turnfast.com/tech_handling/handling_tuningtable --> Nesse site explica que o limite para o uso do alinhamento negativo,(ou divergente, ou "toe-out") seria uma instabilidade em linha reta.

Então, quanto mais melhor, enquanto não atingir essa tal instabilidade?

Quantos graus(°) ele quiz dizer com 1/4" e 1/8"?

Valew!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites
transeunte

Galera, não sou novato, mas como vou andar nesse próximo track day gostaria de saber sobre alinhamento.....

quantos ° são muita coisa, e quanto é pouco?

Uma vez me falaram que alguns carros de competição tem tanta divergência que da até pra perceber a olho nú. E aí, quanto mais melhor?

Eu gostaria de soltar o máximo possível a traseira, ja que o carro é FWD(Novo Ka).

http://www.turnfast.com/tech_handling/handling_tuningtable --> Nesse site explica que o limite para o uso do alinhamento negativo,(ou divergente, ou "toe-out") seria uma instabilidade em linha reta.

Então, quanto mais melhor, enquanto não atingir essa tal instabilidade?

Quantos graus(°) ele quiz dizer com 1/4" e 1/8"?

Valew!

Carro soltando a traseira é algo muito bonito na teoria, mas na prática é diferente.. Já tentou frear 120-0km/h um carro com a traseira solta? :mrgreen:

Alias nesse caso nem estamos falando de convergencia mas de CAMBAGEM. É a unica coisa que eu mexeria, deixando pouca coisa mais negativa, tipo -0,5 ou -1 grau alem do que a fabrica diz. (vai pregar mais a frente e ajudar a diminuir um pouco o desgaste de pneus).

Tenha em mente que descubrir o limite do carro STOCK (que voce ja dirigiu alguns mil km`s) eh algo muito mais sensato que mudar a geometria da suspensao pra so ir "descobrir" o carro na pista. Se esse eh o seu 1o. TrackDay com o carro entao... melhor um "esfregão" previsivel que um "tail-happy" incontrolavel.

O Novo Ka herdou do Fiesta a tocada neutra, o que por si so ja eh mais do que suficiente pra soltar a traseira do carro, se voce souber provocar.. alem do mais ficar escorregando a traseira demais pode acabar tornando sua pilotagem mais lenta e aumentando o risco pra outros caso voce erre na medida, freie, enfim... Nao diga que nao avisei. :lol:

(Meus 2 cents)

Edited by transeunte
Link to post
Share on other sites
Villalon

O Ka antigo não gosta de divergência. Até aponta mais rápido mas perde muito grip em curva, sem falar no arrasto que pneus divergentes geram na reta.

O Ka novo tem algumas diferenças mas é basicamente o mesmo carro. Não recomendo mexer em divergência nele.

Cambagem pode puxar tudo o que der sem empenar os amortecedores.

Se quiser soltar a traseira faça isso com o braço. Qq coisa me procura lá que eu te dou umas dicas... Ou então pede pro Rajão te dar instrução, certeza de vcs andarem de lado hahaha

Link to post
Share on other sites
Voyajudo

vou andar no TD do NDA em dezembro, e aproveitando o tópico queria saber o seguinte:

vou andar com um Voyage 1.6 G5, com slicks aro 15 normais, qual a calibragem q eu uso??? eu não vou pra sentar o kct e tentar virar tempo, vou começar devagarzinho e no meu ritmo, mas o victor, q vai dividir o carro comigo, vai fazer no TD tudo q ele não faz na rua asuhaushuhasuhas

me falaram pra no final colocar os radiais só pra ver a diferença.

Link to post
Share on other sites

Clutcher, aumenta a calibragem dos traseiros q vc já vai perceber diferença.

Normalmente usa-se cambagem positiva na traseira pra soltar ela, mas tb não recomendo a vc não

faz isso... camba a frente negativamente como já disseram e aumenta a calibragem atrás.. certeza de diversão

Link to post
Share on other sites

Galera, obrigado pelas respostas!

Bem, o alinhamento na frente ta em -1° em cada roda, totalizando em -2°. Fiz isso a uns 5.000km atras, mas por falta de tempo de realinhar, vou correr assim mesmo.

Quanto à pressão, testei na rua uns 42 atrás e 37 na frente, e ficou bem equilibrado. Mas como no autódromo os pneus esquentam mais do que na rua(subindo muito a pressão), terei que dar uma recalibrada depois de esquentá-los. Provavelmente terei que diminuir bastante a pressão dos dianteiros.

Esse é o meu segundo trackday e gostaria de aproveitar essas 8 horas de pista pra aprender o máximo possível, e baixar meu tempo com uma tocada mais agressiva e precisa.

Um dos erros que eu cometi no ultimo trackday(com um clio) foi usar uma pressão na frente muito alta(44psi), sem falar que eu tava de GoodYear GPS3 Sport 175/65R14, então o carro escorregava de frente direto, e saia mal das curvas. Dessa vez eu vou de Potenza GIII 185/60R14.

Da pa ajustar a cambagem do Novo Ka?!?!?! É um mero ajuste, simplesmente??

Só pra constar, essa minha ânsia de soltar a traseira do carro é porque eu aprendi no ultimo track day a usar o acelerador para acertar a traseira, ou invés do volante, e andei treinando exaustivamente isso na rua.

Abraço!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites

pra vc soltar a traseira ao ponto de curvar como c faz no autódromo, vc vai precisar de alguns dias de 8 horas pra pegar isso. não esquete a cabeça se vc não conseguir virar tempo e dirigir agressivamente...

o problema é q pra segundo trackday, o azar pode vir agressivamente contra vc. vai com calma rapaz.... e tenha certeza q o q vc fez na rua não significa muita coisa, asfalto/curvas/velocidade naquela pista são bem diferentes do lugar onde vc possa ter treinado.

e nessa manobra de acertar a traseira do carro só com motor, vc tem q ter um bom propulsor pra realmente funcionar o negócio. não sei o q vc fez no seu carro, mas um ka original não vai dar conta disso.

quer uma dica ? vai com calma pra não ter azar

Link to post
Share on other sites

quem sabe.........vamos ver........... :mrgreen:

EDITADO: momento pós tracak day!.........Muitos slides e sobresterços(oversteers)! Acho que valeu e MUITO as tentativas de soltar a traseira do carro (Novo KA), usando pressão alta(42psi a frio) nos pneus traseiros e até pessos na traseira, como deixar o estepe, os bancos originais e outras coisinhas mais. Na dianteira fiquei nos 37psi a frio. Isso deixou o carro DIVERTIDO PRA KCT, fiquei o tempo todo brincando de acertar a trajetória com 70% no acelerdor e 30% no volante(ajustes tranquilos na trajetória).

Ao contrário do que disseram acima, sá SIM pra controlar(e inclusive recuperar) o sobresterço(drift) com o acelerador. Prova disso foram os "drifts" na sul, na 90, até na junção, etc....Tudo perfeitamente controlado com 70% de acelerador na hora certa e 30% de ajustes no volante. Estou dando enfase nisso para desmentir o que disseram sobre "num carro original como o teu vc não vai conseguir controlar o drift por falta de potência"--> NOT TRUE, deu pra controlar e sobrou potência pra sair de frente durante o "reajuste" da trajetória durante o drift. Ou seja, a potência(e torque) foi tanta que eu tive que dosar o acelerador para voltar estbilizado de todos os drifts que criei, TODOS intensionais, e facilmente controláveis!

Bom, ta ai o depoimento de um quase novato, para os novatos! Soltem a traseira de seus FWD = DIVERSÃO PURA

Ja sei, drift é um conceito pra carros de tração traseira! BLZ! Usei só pra simplificar a ideia do texto.

O próximo passo é a cambagem negativa na frente. Pro carro se soltar ainda mais!

Opiniões: 1:40.910 é um bom tempo prum Novo Ka só com CAI e com Potenza GIII 185/60 R14? Ta bom? Ta ruim? Ta na média dos kas stocks?

Abraço a todos!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites
VERONESE

é divertido até o momento em q vc vira passageiro e vê o guard rail interno da 90 se aproximando pelo retrovisor... :tapado:

o lance é ir com calma mesmo, tentar manter o carro o mais equilibrado possivel, assim vc poupa equipamento e o tempo vem baixando naturalmente.

Link to post
Share on other sites
Karioca_br

é divertido até o momento em q vc vira passageiro e vê o guard rail interno da 90 se aproximando pelo retrovisor... :tapado:

o lance é ir com calma mesmo, tentar manter o carro o mais equilibrado possivel, assim vc poupa equipamento e o tempo vem baixando naturalmente.

Isso é muito legal, ainda mais qdo o guard-rail interno é o da Sul, cuja velocidade é maior q a da 90...

Sensação bizarra..... :(

Link to post
Share on other sites

é divertido até o momento em q vc vira passageiro e vê o guard rail interno da 90 se aproximando pelo retrovisor... :tapado:

o lance é ir com calma mesmo, tentar manter o carro o mais equilibrado possivel, assim vc poupa equipamento e o tempo vem baixando naturalmente.

Isso é muito legal, ainda mais qdo o guard-rail interno é o da Sul, cuja velocidade é maior q a da 90...

Sensação bizarra..... :(

guard-rail? Tem um guard-rail ali? Eu normalmente to tão concentrado na trajetória que não tive a oportunidade de reparar....rsrsrs....brincadeirinha!

Falando sério agora, o Rajão ja me jogou um balde de agua fria ao me informar que ele mesmo ja fez 1:38 num ka stock. Então ainda falta eu acertar muita coisa...rsrsrs...Mas que foi divertido pra caralho, foi sim!

Abraço!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites
Karioca_br

Clutcher, p/ novato, 1:40 ta bom...no meu primeiro OTD fiz 1:37 e saí de lá com o pneu faltando gomos :lol:

Antigamente geral andava próximo nos tempos...hj em dia é q ta foda...nego virando 1:20 num da não :shock:

Só um detalhe, não há necessidade de vc deitar o corpo nas curvas...estava comentando isso com o pessoal ali na Vitória...Td vez q vc fazia a curva, teu corpo seguia bastante o movimento dos braços...Só tava faltando tu deitar no banco do carona :lol:

Link to post
Share on other sites

Fala Clutcher

se quer fazer drift, vai nessa... mas pra virar tempo andando de lado seu fwd não puxa !

vc mesmo pode tirar sua conclusão com o tempo do rajão q foi 2 segundos a menos. A diversão é certa com certeza mas pra um novato eu NÂO indicaria isso... vc mesmo pode ver nas coisas "ruins" que tivemos durante o dia (não vamos extender esse assunto de coisa ruim)

mas o tempo foi muito bom pra primeira vez, parabéns !

Link to post
Share on other sites

Clutcher, p/ novato, 1:40 ta bom...no meu primeiro OTD fiz 1:37 e saí de lá com o pneu faltando gomos :lol:

Antigamente geral andava próximo nos tempos...hj em dia é q ta foda...nego virando 1:20 num da não :shock:

Só um detalhe, não há necessidade de vc deitar o corpo nas curvas...estava comentando isso com o pessoal ali na Vitória...Td vez q vc fazia a curva, teu corpo seguia bastante o movimento dos braços...Só tava faltando tu deitar no banco do carona :lol:

dois ka owner's fazendo isso hehehehe boas risadas

Link to post
Share on other sites

E Clutcher ... pra completar...nao da pra comparar dias diferentes. Sai diferença de tempo pela hora clima temperatura e qq coisa mais.

Link to post
Share on other sites

Bem, em relação inclinação do corpo, em realmente não estava fazendo nenhum esforço ali, eu acho que era o carro que tava inclinando pra esquerda, e eu tava só mantendo a cabeça perpendicular a pista, inclinando o corpo pro lado oposto.....mas nem percebi....Ignorem tudo que fiz na vitória (incluindo a inclinação do corpo), foi a curva em que eu menos sabia o que estava fazendo, tava fazendo ela errado, e percebia isso todas as vezes em que fiz ela.

Em relação a ser novato, só retificando o que disseram acima, eu to no segundo trackday, portanto não sou novato, na teoria. No primeiro eu fui de clio, em 1-12-2007, e fiz 1:45.3 pois o carro escorregava de frente demais. Tava de GoodYear GPS3Sport 175/65 R14.

Valew! Abraço!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Clutcher

Já andei 4 TrackDays e ainda sou novato.

Grande abraço !

Não to dando nome aos bois... mas a pior parada é igual logo q tira carteira, q o cara dirige 2 semanas e acha que já é motorista profissional... mesma coisa em TD... todo mundo acha que já sabe pra caralho... mas quanto nego escovado já de TD não tomou susto brabo ( vide o nardinho nesse ultimo )...

eu ainda acho que o cara tinha que ser "novato" no TD unas 2 ou 3 vezes... com instrutores diferentes... e acho que todos deveriam GRAVAR as voltas que estão com o instrutor pra no próximo assistir e relembrar tudo...

Link to post
Share on other sites
Maniche

Serei um eterno novato.. da pra melhorar SEMPRE mais.. não tem essa de "ja sei tudo e ninguem me ensina mais nada".. é o que penso..

Link to post
Share on other sites

Serei um eterno novato.. da pra melhorar SEMPRE mais.. não tem essa de "ja sei tudo e ninguem me ensina mais nada".. é o que penso..

Falou T U D O!

Nada a acrescentar!

Aliás esse é o motivo de eu gostar tanto de carros/pilotagem.........sempre tem alguém que pode lhe ensinar alguma coisa, você sempre pode melhorar em algum quisito, senão em todos! Se você não tem mais pra onde crescer....qual a graça de viver? Rimou! :lol:

Profundo eim!!! :puladores:

Abraço!

EDIT: Eu queria deixar aqui um depoimento que me fez falta no meu primeiro track day, com o clio, quando eu perdi a traseira por imperícia, tentei segurar no braço sem usar o acelerador, e quase fui parar fora da pista, pois o carro ficou sambando naquele ziguezague bem conhecido. Bom, la vai:

Experiência adquirida sobre Drift com carros FWD - Para os novatos.

Se por acaso você perder a traseira do carro na curva, seja intensionalmente ou não, freio de mão puxado ou imperícia ao passar marchas(meu caso no meu 1º trackday), seja frio e tenha os seguintes conceitos em mente:

O que está ocorrendo é a traseira está se desalinhando com a dianteira, e por isso, a trajetória estára lentamente mudando numa espiral caso você vire o volante na direção da inercia do carro......Então a minha dica é simples:

1º Preste atenção em onde o carro está indo, e coloque o volante na direção que o carro está seguinto, ou a que você quer que o carro siga, assim você tem dominio sobre a direção do carro.

2º USE o acelerador para controlar o angulo do carro em relação à trajetória. Seja MMUUITTTOOO gentil com o acelerador.

--->Se você não acelerar, o carro continuará a rodar até a traseira encaixar, quando isso acontecer o carro vai girar forte para o outro lado num drift de inércia perigoso, e de dificil controle.(é o que acontece com 99% das pessoas que perdem a traseira do carro)

--->Se você acelerar demais, o carro vai apontar para a direção que as rodas estão apontando, corrigindo o carro tão violentamente que ele vai girar para o outro lado, num drift de inercia insano!(foi o que eu fiz na junção, eu tava pisando fundo e soltando o acelerador, e fiquei sambando com o carro até tomar vergonha e dosar o acelerador...rsrsrs...sem dosar o carro não estabiliza!)

Parece difícil falando em teorias, mas na hora que estiver acontecendo, siga a seguinte regra:

Aponte o volante para a direção da trajetória, e acelere proporcionalmente ao tamanho do angulo em que o carro se encontra(quanto maior o angulo, menos se deve acelerar), ou seja, se ele estiver em uns 45º(coisa pra kct), vai pisando beemmm devagarinho no acelerador(sempre com o volante inclinado na direção da inercia do carro), que o angulo vai começar a diminuir NA HORA, e progressivamente, controladamente e estabilizadamente. É importantíssimo lembrar de ir aumentando a carga no acelerador a medida que o carro for alinhando, para que o acelerador coloque peso na traseira para estabilizá-la. É fácil perceber nesse momento em que aumentamos a carga no acelerador que o carro começa a querer voltar mais rápido, a medida que pisamos mais fundo, assim, ou simplesmente mantenha em pouco acelerador, ou coloca o volante mais reto, pra parar o retorno violento do giro. É impressindível que se acelere fundo ao se chegar ao alinhamento final do carro, para que ele não tente sair pro outro lado. Basicamente, se o volante ta pra esquerda, ao acelerar ele vai girar pra esquerda(mesmo estando de lado), se o volante esta reto o acelerador vai estabilizar a traseira por transferencia de peso. NUNCA NUNCA NUNCA deixe de usar o acelerador, pois isso deixaria o carro com a traseira literalmente boba e sem controle. Seguindo essa idéia de dosar mmuuiitttoo de leve o acelerador, fica praticamente ridículo de controlar o carro de lado.

Caso o carro apenas dê uma escapadinha de 5º ou 10º (pouco ângulo), ACELERA (comedidamente) que o carro encaixa na hora! Fiz isso todas as vezes que fiz a Curva Sul. É dificil tomar essa iniciativa de acelerar na hora do erro, que normalmente é inesperado, mas é importante que a mente ja esteja treinada nessa ideia. O acelerador num carro é tão importanto quanto o volante quando se está no limite! Ambos definem a trajetória do carro!

Faltou isso no meu primeiro track day. Dificilmente uma pessoa normal pensa em acelerar, ainda mais só um pouquinho, quando se perde a traseira!

Galera, se eu escrevi besteira, eu apago o que for, é so falar! Eu espero poder ajudar os novatos (que nunca perderam a virgindade do drift controlado)! Pra que não aconteça o que aconteceu comigo com o clio.

Treinem, experimentem, testem! É mais fácil na prática do que na teoria! E é melhor treinar antes e sair de lado intensionalmente pra ver como a coisa acontece, do que deixar pra descobrir como se concerta o carro na hora que acontecer por acidente!

Falando de outro modo, é um problema de inércia de rotação(momento de inercia), na verdade. Se você ta num angulo muito grande e acelera, o carro gira pro lado oposto com violência, e por causa do momento de inercia dele não vai parar de girar muito fácil não! O objetivo deve ser basicamente de acalmar o giro do carro, pois ele tem uma inercia de rotação muito grande. Quando mais lentamente o carro gira, menor a quantidade de movimento angular dele, e portanto mais fácil de controlar o giro dele, mesmo em grandes angulos. Portanto SEJAM SUTIS E DELICADOS nesssas horas!!!! 8)

Abraço!

Edited by Clutcher
Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...
futuro tuner

Ainda num tinha lido esse topico...muito bom mesmo...

Vi que o amigo tava com dificuldades no punta taco

ainda nao consegui o punta-taco

hauahuahuahu

achei uma metéria que pode te ajudar...

RETIRADO DO GPL BRASIL

"A redução punta-taco é fundamental para ganhar tempo no contorno de curvas. Durante o punta-taco, você estará controlando o volante com a mão esquerda, trocando de marcha com a mão direita, pisando na embreagem com o pé esquerdo e acionando simultaneamente os pedais de freio e acelerador – tudo exatamente ao mesmo tempo.

Leva algum tempo para se acostumar, e é preciso muita repetição até que a manobra se torne automática. No início demanda uma grande concentração. Você está fazendo uma porção de coisas ao mesmo tempo. Além de estar usando todos os controles, você também precisa estar atento à aderência dos pneus durante a frenagem, procurando seus pontos de referência de curva, e para piorar, se você estiver na corrida, você pode precisar controlar o tráfego. Entretanto, após alguns finais de semana de prática, você terá pegado a mão da manobra e poderá se desligar das suas mãos e pés para se concentrar na pista.

Nas ruas quando você estiver se aproximandoda esquina, você provavelmente foi ensinado a frear completamente antes da curva, percorrer a curva no neutro, e só então quando você começa a endireitar o carro depois da curva, reduzir a marcha e recomeçar a acelerar. Isso funciona na rua, mas é um procedimento absurdamente lento para a pista de corrida.

Em competição, o tempo gasto na transição da frenagem para a aceleração deve ser reduzido ao mínimo possível. Você está correndo! Você não quer gastar um monte de tempo enquanto troca de pedais (mesmo que seja apenas meio segundo). Para maximizar a velocidade e suavidade através da curva, é necessário executar algumas acrobacias no cockpit e operar o volante, câmbio, embreagem, freio e acelerador todos ao mesmo tempo.

Na pista, quando você se aproxima de uma curva, seu pé direito deixa o pedal do acelerador e pressiona o pedal de freio com a sola do pé. Antes do final da freada, você precisa trocar as marchas de maneira que ao liberar o freio você possa retornar imediatamente a aceleração. Quando a frenagem está quase completa, seu pé esquerdo aciona a embreagem, e sua mão direita reduz a marcha. Entretanto, enquanto você estava desacelerando, a rotação do motor caiu. Se você soltar a embreagem nesse ponto, o carro irá balançar bruscamente já que o motor funcio na como um enorme freio. Se você estiver próximo do limite de aderência (onde você realmente deveria estar), você irá perder o controle do carro. Para evitar isso, alguma coisa deve elevar novamente o giro do motor até a rotação correta antes de soltar a embreagem. O pé direito é o que está mais perto, então é o eleito para cutucar o acelerador. Apesar do pé direito estar ocupado freando, você desloca seu calcanhar direito por sobre o acelerador e dá uma leve acelerada (também chamada de “blip”) para girar o motor enquanto o pé esquerdo libera a embreagem (a ponta do pé direito continua no freio). A intensidade do blip e o momento de liberar a embreagem devem ser aperfeiçoados até que ocorra um a transição perfeitamente suave quando a embreagem reconectar o motor. Enquanto isso, o calcanhar é retirado do acelerador e a onta do pé direito continua no freio, agora aliviando a pressão à medida que o carro se aproxima do ponto de tomada da curva. As reduções de marchas deveriam estar terminadas antes do final da frenagem, e antes da tomada da curva. Como o motor e a transmissão já estão conectados e a pressão no pedal de freio já está reduzida, a tomada de curva se dá quando o pé realiza uma suave transição de volta ao acelerador. No princípio apenas o mínimo de aceleração necessária é aplicada para manter a velocidade inicial da curva, e então gradualmente aumenta ao sair da curva.

Revisando as etapas envolvidas:

• Tire o pé direito do acelerador e pressione o pedal do freio

• Um pouco antes do final da freada, o pé esquerdo aciona a embreagem

• A mão direita reduz a marcha (a esquerda continua no volante)

• O pé direito ainda está acionando, porém reduzindo a pressão no freio, e gira para

que o calcanhar se posicione sobre o canto do acelerador

• O calcanhar direito pressiona rapidamente o acelerador para subir o giro do motor (a

ponta do pé ainda está no freio, aliviando ainda mais a pressão)

• O pé esquerdo libera a embreagem, o pé direito fora do acelerador

• O pé direito termina a frenagem

• O pé direito escorrega de volta para o acelerador e retoma sua posição normal apenas para fazer alguma pressão de modo a manter a velocidade do carro através da primeira parte da curva. Então acelera para a saída da curva.

Toda a seqüência acima, da segunda a ultima etapas leva menos de meio segundo. Isso

exige muito treino até acertar. A idéia geral é fazer a transição entre frenagem e aceleração

quase sem perda de tempo e com perfeita suavidade. Executada corretamente, não devem

acontecer trancos durante a redução e retomada da aceleração."

puntadetacoqv1.jpg

FATO QUE ESTOU TREINANDO TENSAMENTE A CADA ESQUINA...UHAHUAHA

ABRASS!

Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.