Jump to content

CBA Regulamenta Trackday


Recommended Posts

Atenção senhores membros do fórum: convido a todos na próxima terça feira dia 21/10 para a missa de 7º dia do Track Day,com igreja ainda a definir.

R.I.P.

Pra mim essa missa já aconteceu quando o valor deixou de ser X para ser XXX ;-)

Tem Existiam trackday p/ todos os bolsos...Os de Curitiba nos dias 4 e 5 desse mês custaram entre 300 e 600 reais.

Corrigi pra você,

Ele acabou de falar que o trackday da SEMANA passada, custou exatamente entre 300 e 600 reais. Qual parte ficou complicada?

???????

Esquece, é o sono. :lol:

Link to post
Share on other sites
  • Replies 205
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • Faustini

    13

  • AC1982

    12

  • G u s t a v o

    11

  • esteba

    11

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Atenção senhores membros do fórum: convido a todos na próxima terça feira dia 21/10 para a missa de 7º dia do Track Day,com igreja ainda a definir. R.I.P.

Que coisa... Ja era pesado participar da arrancada RJ pagando filiação a FAERJ...mas pelo menos aqui, eles parcelavam a filiação, e tempos depois ficaram do lado do oktane para a realização dos tra

Esses dias eu tava num briefing e ouvi a seguinte frase: "Só existem dois tipos de carro que chegam a 300km/h na reta dos boxes de Interlagos: os de F1 e os de trackday". Na hora eu achei que fo

Materia antiga, mas é a visao que eles tem do piloto de rua e carro sem santo antonio

NOTA SOBRE TRACK DAY

Brasília, 19 de março de 2014.

A prática do automobilismo, enquanto evento desportivo, encontra-se subordinada a rigorosos critérios técnicos que visam, sobretudo, a segurança física dos competidores, suas equipes, público e todos aqueles altares envolvidos em torno do evento.

Observadas as características de cada categoria, são exigidos equipamentos de segurança ativa e passiva que tenham como objetivo preservar a integridade física do piloto em caso de acidente, o que não é raro dado as características do desporto que, naturalmente, é de alto risco.

Apenas como exemplo, na categoria turismo, fora a preparação do veículo que é integralmente adaptado para submeter-se ao inevitável estresse decorrente da utilização em condições extremas e que podem gerar fadiga de sistemas, principalmente freios e suspensão, não se permite a condução do veículo sem que o piloto esteja devidamente equipado com indumentária (anti-chama) homologada, capacete e protetor cervical.

É com muita preocupação que a FADF tem assistido a banalização do evento denominado “TRACK DAY” o qual não é considerado evento desportivo afeto ao controle da FADF ou da CBA e que, não raro e sem qualquer controle de segurança, permitem que motoristas sem a devida qualificação técnica, utilizem veículos particulares para transitar no autódromo exigindo e até mesmo superando os limites de velocidade destes veículos.

A prática é extremamente preocupante pois além dos condutores não utilizarem indumentária adequada, seus veículos, alguns deles mais potentes e mais velozes que aqueles utilizados na stock car, nossa categoria máxima do automobilismo, não são adaptados para utilização em regimes tão rigorosos de condução. Imagine-se ao final de uma reta, há mais de 200 Km/h, descobrir que houve fadiga do sistema de freios e que poderá haver uma colisão e/ou capotamento em um carro que não possui Santo Antônio.

Automobilismo é muito mais do que acelerar um bólido envenenado. É necessário respeito a vida! E aqui fica o alerta da FADF e da CBA, o “TRACK DAY” envolve sérios riscos aos condutores e aos seus participantes em razão das condições de baixíssima segurança verificadas tanto nos veículos quanto para os condutores, ao passo que NÃO EXISTE QUALQUER CONTROLE OU RESPONSABILIDADE DA FADF OU CBA QUANTO A REALIZAÇÃO DO REFERIDO EVENTO.

Atenciosamente, FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DO DISTRITO FEDERAL

Edited by Carlos35
Link to post
Share on other sites
FlavioC

MEU DEUS DO CÉU, QUE BOSTA DE ABSURDO!

O fulano que vai no track day assina um termo em que afirma saber dos riscos que está correndo. Evento fechado, onde vai quem quer. O que a CBA tem haver com isso?!?

Link to post
Share on other sites

Estão certíssimos nesse questionamento sobre segurança. Tem que fechar o cerco mesmo, tem carro muito forte na pista que não tem estrutura compatível.

Só que vai ver o que foi incluído nesse regulamento que a CBA soltou? Sequer fala que os ocupantes devem estar de calça!!!

A única coisa que a CBA veio adicionar foi BUROCRACIA.

Link to post
Share on other sites

Estão certíssimos nesse questionamento sobre segurança. Tem que fechar o cerco mesmo, tem carro muito forte na pista que não tem estrutura compatível.

Só que vai ver o que foi incluído nesse regulamento que a CBA soltou? Sequer fala que os ocupantes devem estar de calça!!!

A única coisa que a CBA veio adicionar foi BUROCRACIA.

Penso que a única coisa que veio a adicionar foi custo aos organizadores do evento, se fosse somente burocracia estaria bom.
Link to post
Share on other sites
G u s t a v o

Acho que por muito tempo foi confundido Trackday com Time Attack e agora a CBA fez a regra e jogou todos no mesmo saco.

Link to post
Share on other sites

No ultimo track em Curitiba tinha gente de bermuda no carona... na real, o pessoal não faz ideia do quão perigosa é uma pista de corrida... sob esse aspecto, a CBA está certíssima em cobrar mais da organização e ter pessoal deles vistoriando o evento...

sobre os slicks, pra que que serve o índice de desgaste deles? pra bonito? baliza que nem os radiais... chegou no TWI, nao passa na vistoria...

sobre a filiação, até toparia pagar pra CBA pra correr, afinal os autódromos federados estão sob o crivo deles... mas tem que ser uma taxa razoável...

veremos o desenrolar dessa nova novela... :)

Link to post
Share on other sites

Concordo com o amigo, Esteba. Os carros são mais rápidos que muitos de corrida, não tem proteção necessária e ninguém é piloto. A chance de dar um problema sério é grande, os riscos precisam ser minimizados mesmo.

Exato, os pneus slick tem TWI como os radiais de rua, a vistoria, como sempre seria responsável por isso.

A carteira de qualificação, ou o que seja, tem que ter uma formação de conteúdo mesmo, nem que seja teórica e acessível a todos, não só pelo lado da grana.

O problema é que sabendo da reputação da CBA, já se desconfia que tudo vira motivo pras exigência$ impostas.

Link to post
Share on other sites

O fato de não ser regulamentado não queria dizer que era um oba oba. Pelo menos se tratando de Oktane.

Inclusive os que já andaram em Tracks organizados por nós e se deram o trabalho de ler nosso regulamento verá que o deles (CBA) está quase que na sua totalidade como o nosso.

Sim, não tem nada demais o regulamento. A única coisa que tá escrota é o oportunismo de uma entidade que em nada colabora, agora "ganhar o dela" pra emitir essas "CNH de trackday".

Dependendo do custo, acaba de vez com o "participante eventual", e mata muito a chance de quem quer começar / está começando a organizar esse tipo de evento.

Pra Oktane por exemplo, eu não vejo grande problema, pq o nível que a coisa já está, o povo tira essa carteirinha aí e ainda deixa uma gorjeta pra CBA só pra humilhar mesmo...

Mas eu posso morder a língua e a CBA estabelecer algo sensato e barato pra emitir essa carteirinha...

Será?

---

Quanto aos slicks, é só correr de radial mesmo. Alias, complicado... será que os caras vão ficar vistoriando box por box pra ver que horas que vc tira o radial que passou na vistoria e bota slicks? Depois de uma volta já não é mais novo... tem como ficar marcado isso? Na prática vai ser o que vai acontecer, não? Vistoria de radial, maloca slick no box, e tacale pau.

Edited by AC1982
Link to post
Share on other sites

Não faz sentido proibir slick que deu 10 voltas e liberar pneu xingling usado.

Questão é que, tecnicamente, slick não é feito pra "esquentar/esfriar/esquentar/esfriar/esquentar..." e é mais complicado de saber quando a vida útil segura dele acabou.

Link to post
Share on other sites

Qualquer um que anda em tracks sabe que um slick velho segura muito mas muito mais que um R888 novo... pode ser pirelli brasileiro, turco, argentino ou o caralho que seja... se respeitar algumas voltas iniciais pra esquentar o bicho, nao tem pra ninguem...

Ando a 6 anos e durante os 2 iniciais usei R888 zero bala... quando fui pra slick o carro baixou 3s com a mesma configuração de motor e suspensão.... proibir os slicks usados é bem perigoso para alguns carros que tem muita potência... o papo de esquenta esfria pros slicks é real... respeito isso.. .mas mesmo assim a performance é superior a qualquer coisa ... só não é superior ao slick zero... :)

Link to post
Share on other sites

Qualquer um que anda em tracks sabe que um slick velho segura muito mas muito mais que um R888 novo... pode ser pirelli brasileiro, turco, argentino ou o caralho que seja... se respeitar algumas voltas iniciais pra esquentar o bicho, nao tem pra ninguem...

Ando a 6 anos e durante os 2 iniciais usei R888 zero bala... quando fui pra slick o carro baixou 3s com a mesma configuração de motor e suspensão.... proibir os slicks usados é bem perigoso para alguns carros que tem muita potência... o papo de esquenta esfria pros slicks é real... respeito isso.. .mas mesmo assim a performance é superior a qualquer coisa ... só não é superior ao slick zero... :smile:

Sim, questão de tempo é uma, outra é integridade do conjunto. Pode virar melhor que radial, e estourar na curva de uma vez, provocando acidente. A gente sabe na prática que não é bem assim, mas a teoria onde eles devem estar fundamentando essa norma é essa.

Na teoria, é tudo pela segurança. Na prática, coincidentemente, o cara lá da CBA tem uma importadora de slicks...

kkk.

Mas convém acreditar que é pela segurança.

Link to post
Share on other sites
moskito

''Todo e qualquer evento relacionado ao TRACK DAY ou similar, organizado pela CBA, FAU ou Clube, deverá obrigatoriamente, seguir as presentes Normas.''

Posso ter entendido errado, mas a parte acima esta no inicio do documento da CBA, as regras se aplicam apenas a eventos organizados pela CBA, FAU e Clubes associados a CBA. Será isso? Ou seja, quem organizar e não estiver associado a CBA, as regras não se aplicam.

Edited by moskito
Link to post
Share on other sites

''Todo e qualquer evento relacionado ao TRACK DAY ou similar, organizado pela CBA, FAU ou Clube, deverá obrigatoriamente, seguir as presentes Normas.''

Posso ter entendido errado, mas a parte acima esta no inicio do documento da CBA, as regras se aplicam apenas a eventos organizados pela CBA, FAU e Clubes associados a CBA. Será isso? Ou seja, quem organizar e não estiver associado a CBA, as regras não se aplicam.

O bicho pega não é com os organizadores. É com os autódromos, nenhum administrador de autódromo vai querer locar para trackday que não seguir a cartilha da CBA, não vão se arriscar a serem descredenciados e perderem uma stockcar, por exemplo. TALVEZ o Velo Città e Velopark, por serem privados, mas eu duvido.

Link to post
Share on other sites
polacovina

Falaram algo interessante na bandsports a respeito de trackday? Caso alguem consiga o link da reportagem toda seria bacana postar aqui e saber o que esses jornalistas acham.

Link to post
Share on other sites

Passando agora na BandSport

Parece q o valor da carteira deve variar em torno de 120.

Aí é mais ridículo ainda, pq se fosse um valor pra tirar a CBAH e viesse junto um curso de segurança ao pilotar, noções de pilotagem, bla bla bla, seria um abuso justificado.

Sendo 120 reais, vai ser só uma carteirinha mesmo, daí é um abuso sem justificativa alguma.

Link to post
Share on other sites
pinheiroigor

Assim como o Brasil adora burocratizar, não consegue fiscalizar.

Vida que segue.....

Link to post
Share on other sites
Villalon

Concordo com o amigo, Esteba. Os carros são mais rápidos que muitos de corrida, não tem proteção necessária e ninguém é piloto. A chance de dar um problema sério é grande, os riscos precisam ser minimizados mesmo.

Esses dias eu tava num briefing e ouvi a seguinte frase:

"Só existem dois tipos de carro que chegam a 300km/h na reta dos boxes de Interlagos: os de F1 e os de trackday".

Na hora eu achei que fosse uma piada, mas não é. Realmente em SP tem uma meia dúzia de carros chegando na casa dos XXXXhp que realmente beliscam os 300 na reta (as motos 1000 bem tocadas tb fazem isso).

Algo precisa ser feito? Talvez.

Infelizmente a CBA está apenas fazendo o seu papel de sempre. Cartolas tentam roubar o máximo possível antes de sumir do mapa, sem preocupação alguma com o fomento ao esporte já que carro é um assunto apaixonante e sempre aparecem os entusiastas loucos pra derramar dinheiro na mão da corja.

Cobrar pedágio de piloto e matar o mercado de slicks usados ao mesmo tempo em que cria um enorme mercado para a empresa do presidente da CBA é, pra variar, uma piada.

Qdo eu tiver filhos, nenhum vai ter carrinho. Só bola, prancha, camisa de time de futebol... Gostar de carro aqui é ser otário!!!

Ass: um grande otário.

Link to post
Share on other sites
diogocartier

Isso só estimula o uso da 040....

O que estava ruim para mim, ficou pior.

O custo não cabe no meu bolso...

Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.